Bacharelado em Engenharia de Alimentos

Área: Ciências biológicas
Modalidades: Regular ou Modulado
Duração: 05 anos
Horários: Tarde: 14:00 às 18:00 h / Noite: 18:00 as 22:00


PERFIL PROFISSIONAL


Considerando a preocupação com a qualidade e o direito a uma alimentação saudável, segura e que atenda a populações dos mais diferentes níveis, e em diversas regiões, considerando ainda a grande variedade de produtos alimentícios produzidos no estado do Piauí como caprinos, ovinos, bem comocomoperdiçadas por falta de tecnologias adequadas para seu processamento e conservaç mandioca, pequi, buriti, babaçu, caju, soja, dentre outros, que muitas vezes são desperdiçados por falta de tecnologias adequadas para seu processamento e conservação. Precisa-se então, fortalecer o setor de processamento de alimentos, melhorar o padrão de qualidade dos produtos, adotar tecnologias mais eficientes e metodologias adequadas de processamento, além de favorecer o aumento da produtividade, a padronização da produção, o aumento da comercialização dos produtos em nível local e nacional, a capacitação e a elevação da renda dos produtores em todos os elos da cadeia produtiva.

Assim, existe a necessidade de um profissional qualificado para desenvolver atividades especializadas nas indústrias de alimentos, que tornou-se uma realidade no meio-norte do Brasil. Onde o termo qualificação refere-se a um amplo conhecimento técnico e científico, formação generalista, humanista, crítica e reflexiva do profissional, sendo capacitado a identificar e resolver problemas considerando os aspectos econômicos, ambientais, sociais, políticos e éticos da região, como também assimilar e desenvolver novas tecnologias.

O perfil básico desejado para o egresso do Curso de Engenharia de Alimentos da Faculdade de Tecnologia de Teresina - CET apresenta características importantes para que o profissional possa se inserir com sucesso no mundo produtivo e científico, mantendo-se atualizado e contribuindo, efetivamente, para o desenvolvimento do conhecimento científico e tecnológico na área de Engenharia, Ciência e Tecnologia de Alimentos. A estrutura do curso foi elaborada seguindo as diretrizes curriculares propostas para a Engenharia, onde a formação do engenheiro tem por objetivo dotar os profissionais dos conhecimentos necessários para adquirir habilidades e competências para (Resolução CNE/CES 11/2002):

I. aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;

II. projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;

III. conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;

IV. planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de engenharia;

V. identificar, formular e resolver problemas de engenharia;

VI. desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas, técnicas e produtos;

VII. supervisionar e avaliar criticamente a operação e a manutenção de sistemas;

VIII. comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;

IX. atuar em equipes multidisciplinares;

X. compreender e aplicar a ética e responsabilidade profissionais;

XI. avaliar o impacto social e ambiental das atividades da engenharia;

XII. avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia.

XIII. Assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

Em adição, o engenheiro de alimentos formado na Faculdade Tecnológica de Teresina - CET estará apto a trabalhar para o desenvolvimento da agroindústria regional fortalecendo o setor de processamento de alimentos, melhorando o padrão de qualidade dos produtos à partir da utilização de tecnologias mais eficientes e metodologias adequadas de processamento o que favorece o aumento da produtividade, a padronização da produção, o aumento da comercialização dos produtos em nível local e nacional e a capacitação e elevação da renda dos produtores em todos os elos da cadeia produtiva.

Areas de Atuação

Em áreas relacionadas com a industrialização e conservação de alimentos, capacitado a acompanhar e contribuir para o constante avanço da área, e atuar no mercado local e nacional, seja na indústria de alimentos, centros de pesquisas, universidades, consultorias técnicas, etc.